História e Tendências do Marketing por E-Mail

O e-mail marketing ao longo da história tem se apresentado como uma das melhores e mais econômicas práticas de marketing direto. Mas é fundamental perceber que o marketing por e-mail não surgiu do acaso.  Na verdade, ele é produto de cerca de 50 anos desde o primeiro e-mail enviado.

Neste texto, vou te apresentar um breve histórico das etapas pelas quais o e-mail atravessou, depois apresentar os 5 momentos importantes pelo qual o marketing por e-mail passou e, por fim, apresentar algumas tendências do marketing por e-mail.

Então fique ligado e vamos nessa, pois o tema foi pensado especialmente em você.

Como o e-mail evoluiu ao longo do tempo

O primeiro e-mail que se tem notícia foi enviado por Ray Tomlinson, um programador dos Estados Unidos que implementou um sistema de correio eletrônico na ARPANET, no ano de 1971.

De lá para cá, alguns especialistas enumeram sete etapas pelas quais o e-mail passou para se tornar aquilo que conhecemos hoje.

 

  1. Plataformas fechadas: assim como ocorre nas redes sociais atualmente, no passado, os e-mails podiam ser encaminhados e recebidos apenas por usuários da mesma plataforma.

 

  1. Plataformas abertas: após o período de plataformas fechadas, vieram as plataformas abertas, permitindo com que os usuários pudessem enviar e receber e-mails de diferentes plataformas.

 

  1. Filtragem contra spams: como os meios tradicionais de marketing direto eram muito caros, várias empresas começaram a utilizar os e-mails como ferramenta de comunicação direta com os usuários, o que ocasionou inúmeras reclamações dos usuários por spam. Para solucionar este problema os provedores passaram a utilizar mecanismos de filtragens contra spam.

 

  1. Surgem os e-mails em HTML: no final dos anos 90 o Hotmail, um dos primeiros provedores de e-mail, fez com que fosse possível colocar imagens integradas aos e-mails enviados.

 

  1. E-mails passam a ser disponíveis em dispositivos móveis: a partir deste momento o e-mail passa a poder ser acessado por meio de dispositivos móveis.

 

  1. E-mails em HTLM para celulares: no ano de 2007, a Apple trouxe e-mails em HTLM para dispositivos móveis, o que, em grande parte, ocasionou a necessidade de que os e-mails devem ser responsivos.

 

  1. Filtragem baseada em interação: os provedores de e-mail criaram meios de filtrar ainda mais os e-mails recebidos por celulares através de filtros que medem a interação do destinatário do e-mail com o e-mail enviado.

É claro, que a história do e-mail e a história do marketing por e-mail são diferentes, mas tem uma relação entre si. Inclusive, as etapas pelas quais o e-mail passou afetaram e ainda afetam a maneira de se fazer marketing por e-mail.

5 momentos importantes da história do marketing por e-mail

  1.  O surgimento do marketing por e-mail

O primeiro e-mail enviado com objetivo comercial foi de autoria de Gary Thuerk, ele enviou um e-mail promovendo máquinas DEC para 400 usuários via ARPANET, o que, para a época, foi uma surpresa para os destinatários, pois nunca haviam recebido um e-mail marketing.

Nesta campanha, Gary Thuerk conseguiu cerca de trezes milhões de dólares em vendas de máquinas da empresa Digital Equipment Corporation (DEC), percebendo, desde então, que o e-mail marketing era um ótimo caminho para por em prática o marketing direto.

Aliás, Gery Thuerk, após os resultados dessa campanha ficou conhecido, alguns anos depois, como o pai do spam, um dos problemas que mais irritaram os usuários de e-mail por muito tempo.

  1.  O advento da internet

Na década de 90, ou melhor, antes do advento da internet, os métodos de venda direta como o telefone e correspondência eram muito caros e o e-mail surge como uma estratégia de baixo custo e alta rentabilidade.

Em 1989, o cientista britânico Tim Berners-Lee começou a criar a linguagem html, http e as primeiras páginas do mundo no CERN (Organização Européia para Pesquisa Nuclear). Essa organização publicou um artigo dois anos depois intitulado “The New World Wide Web Project”, considerado como o “nascimento” da internet.

  1. A internet se torna disponível para o público

Em 1991, a internet tornou-se amplamente disponível ao público e novos sistemas de comunicação. Conforme os usuários aumentavam, o cenário do e-mail evoluiu e passou a trabalhar com os mecanismos de busca como o Yahoo! (1994) e Google (1997) e sites de comércio eletrônico como Amazon (1994) e eBay (1995).

Este fato foi extremamente positivo para o marketing em geral e, principalmente, para o marketing por e-mail, que passa a ser utilizado de forma mais consistente pelas empresas da época.

  1. A criação de mecanismos Opt-out

Em 1998, a Lei de Proteção de Dados foi atualizada para garantir que todo o marketing por e-mail incluísse um opt-out. O termo opt-out se refere a regras para envio de e-mail e mensagens associadas a campanhas de marketing.

Assim, caso o destinatário recebesse um e-mail, no próprio e-mail deveria ter um meio pelo qual o usuário pudesse optar por não receber mais e-mails daquele remetente.

  1. O surgimento do Spam

Já te disse aqui em outro momento que o e-mail é uma ferramenta de relacionamento direto com o público-alvo, que apresenta um baixo custo e uma alta rentabilidade.

Devido a isto, os usuários de e-mails passaram a reclamar, de forma recorrente, que suas caixas de entrada estavam abarrotadas de mensagens comerciais, que não foram solicitadas por eles, ou seja, spams.

Assim, no ano de 2003, surge nos Estados Unidos a lei CAN-SPAM (Controlling o Assault de Non-Solicited Pornography And Marketing). Essa lei abrange todas as mensagens comerciais, ou seja, qualquer e-mail que anuncie ou promova algum produto.

Algumas tendências do marketing por e-mail atual

O e-mail é um recurso utilizado mundialmente. Vou te apresentar algumas tendências que são levadas em consideração pelos profissionais que atuam no mercado.

  1. Quantas pessoas usam e-mail, atualmente

O Hotmail foi o primeiro serviço de e-mail baseado na Web disponibilizado ao público. Atualmente é o que possui a maior quantidade de usuários, segundo dados colhidos pela comScore.

Apenas o Hotmail tem cerca de 364 milhões de usuários. Já o Yahoo! é o segundo maior, contando com cerca de 280 milhões de usuários e o Gmail, do Google, é o terceiro, com 191 milhões de usuários.

Assim, atualmente, inúmeras pessoas utilizam o e-mail, permitindo que o marketing por e-mail seja realizado de maneira cada vez mais eficaz.

Portanto, o marketing por e-mail está em alta e em crescente desenvolvimento. Diante disso, a cada dia se multiplicam as campanhas de marketing por e-mail vinculando anúncios, conteúdos e demais informações ao público-alvo.

  1. Uma estratégia que substituiu os meios tradicionais de marketing direto

Antes da década de 90 os meios de marketing direto, tais como telefone, correspondências, televisão, outdoors, dentre outros, eram apresentados como o único caminho para ter um contato direto com o possível cliente.

Após o início da utilização do e-mail e, principalmente da internet, os meios tradicionais de marketing direto começaram a serem ultrapassados pelo e-mail, de modo que, atualmente, o e-mail marketing é uma das ferramentas de marketing que apresentam o melhor “custo x benefício”.

Esse “custo x benefício” é extremamente importante quando comparados com os resultados conseguidos por meio das estratégias de marketing tradicionais. Mas, não apenas isso, pois quando comparamos com anúncios, redes sociais, dentre outros, o e-mail marketing também supera estes canais em termos de “custo x benefício”.

  1. Suporte para vários dispositivos e responsividade

A evolução do e-mail permitiu que fossem utilizados nos smartphones e os usuários adoraram. Estima-se que cerca de 74% dois e-mails são abertos por meio de dispositivos móveis.

Assim, uma tendência recorrente apontada pelos profissionais de marketing por e-mail é que os e-mails devem ser responsivos para os dispositivos móveis, ou seja, a visualização e navegação seja tão eficiente quanto para as pessoas que abrem suas caixas de e-mail pelo computador, tablet, notebook, etc. Além disso, outra exigência é que o e-mail tenha suporte para diferentes plataformas.

  1. Conteúdos relevantes e personalizados

Criar conteúdo relevante para o seu público-alvo é uma estratégia interessante para que eles tenham um bom engajamento com o seu e-mail. Além disso, é uma ótima forma de se relacionar com seu público-alvo.

Na verdade, quanto mais conhecimento a respeito do seu público-alvo, melhores serão seus conteúdos, mais relevantes serão seus e-mails e também mais personalizados, pois vão representar as preferências do seu público-alvo.

Além de ser uma tendência, conteúdos relevantes e personalizados são quase que uma regra para uma prática eficiente de marketing por e-mail.

Conclusão

Desde o seu surgimento o marketing por e-mail se apresentou como uma estratégia de alta rentabilidade e baixo custo. O marketing por e-mail permite uma comunicação direta com o seu público-alvo.

Além disso, as mudanças sofridas pelo e-mail afetaram de modo direto a maneira como o marketing por e-mail deve ser trabalho. Na verdade, o e-mail passou, segundo especialistas, por 7 etapas, até que pudesse chegar na etapa atual.

As mudanças sofridas pelo e-mail afetaram diretamente a maneira de fazer e-mail marketing atualmente.

Neste artigo você aprendeu sobre a história do e-mail, a história do marketing por e-mail e, por fim, algumas tendências apontadas por profissionais que atuam na área.

Espero que essa leitura tenha te ajudado e até a próxima.

Deixe uma resposta

Fechar Menu