Porque a sua lista de e-mail “esfria” e como evitar que isso aconteça

Frio, morno ou quente? A sua lista de e-mail pode seguir esta lógica.

Caso, os destinatários do e-mail não tenham tido nenhum contato com você essa lista será fria. Caso, os destinatários do e-mail conheçam a sua empresa ela será morna e por fim, caso eles tenham interesse no seu produto ou serviço ela será quente.

A maioria das empresas que praticam marketing por e-mail querem deixar suas listas o mais quente possível, mas isso pode não ser uma tarefa fácil.

Assim, elaborei este artigo para que você entenda com uma lista de e-mail pode ficar morna, práticas que você deve evitar para que sua lista fique fria e práticas que você deve implementar para esquentar a sua lista.

Passo 1 – Como Uma Lista De E-Mail Fica Fria?

Construir uma boa lista de e-mail é fundamental para obter bons resultados em suas campanhas de marketing por e-mail.

Como já te disse anteriormente, essa lista pode ser fria, morna ou quente, a depender do interesse do seu público com a sua empresa, produto ou serviço.

Durante a construção da sua lista de e-mail é importante seguir algumas práticas recomendadas para evitar que os destinatários do e-mail simplesmente percam o interesse nos conteúdos que você envia, o que vai acabar esfriando a sua lista.

Pode ser que surja a ideia de comprar uma lista de e-mails. Essa lista comprada é um belo exemplo de lista fria, pois as pessoas que constam nela, provavelmente, não tiveram nenhum contato direto com sua empresa, produto ou serviço e sequer autorizaram que você as colocasse em sua lista.

Além disso, essas listas estão repletas de e-mails não validados. Segundo alguns profissionais de marketing por e-mail uma lista comprada pode gerar uma taxa de abertura de 15% e uma taxa de cliques de 1,5% em relação aos e-mails enviados.

Bom, a decisão a respeito de comprar ou não uma lista sempre será sua, mas é uma prática que não costumo recomendar.

Saindo um pouco das listas frias temos o marketing de conteúdo, que aliado ao e-mail marketing, busca através da produção de conteúdos relevantes, personalizados e com periodicidade criarem uma relação de proximidade com o público-alvo aquecendo sua lista de e-mail.

Conhecer o seu público-alvo, depois segmentá-lo de acordo com critérios específicos é o melhor caminho para ter uma lista de e-mail quente, pois deste modo você poderá enviar e-mails que correspondam às preferências, hábitos e necessidades deste público.

Assim, para que uma lista de e-mail marketing fique fria, basta que você não produza conteúdo relevante de forma frequente, com linguagem adequada, baseada nas preferências, hábitos e necessidades deste público.

É claro que cada empresa pode errar em um ponto ou outro, mas esses são os principais aspectos que fazem sua lista de e-mail “esfriar”.

Passo 2 – Como Não Deixar Sua Lista De E-Mail Esfriar

Você já sabe o que é uma lista fria, como uma lista se torna fria e algumas práticas que devem ser evitadas.

Mesmo com essas informações, talvez a sua lista tenha “esfriado” e você queira encaminhar vários e-mails para as pessoas que constam nela.

Caso este seja o seu problema e você queira manter contato com esses assinantes antigos, então separei alguns pontos que você deve levar em consideração.

1 – Não suponha que os membros da lista te acompanham em outro canal de comunicação

Existem diversos canais de comunicação como, Facebook, Instagram e o Twitter. Caso você não se comunique com essa lista de e-mail há bastante tempo é melhor você não supor que as pessoas desta lista te acompanham em outros canais de comunicação.

2 – A princípio não venda nada

Você já não se comunica há muito tempo com as pessoas dessa lista de e-mail, portanto recomendo que não tente vender algo, a princípio. Saiba que tudo tem a hora certa, então, caso você tenha deixado a lista esfriar não saia oferecendo produtos ou serviços logo na primeira oportunidade.

3 – Não seja impessoal

Um ponto importante em qualquer comunicação de marketing por e-mail é ser pessoal, estabelecer uma linguagem próxima com seu público-alvo. Essa é uma recomendação geral em qualquer marketing por e-mail, mas é ainda mais importante quando se envia um e-mail marketing para uma lista fria.

4 – Não produzir conteúdo

Criar conteúdos para o seu próprio negócio, embora seja necessário, pode se tornar uma tarefa difícil. Esse problema é enfrentado por inúmeras empresas, pois normalmente elas estão com os olhos voltados para o seu negócio e não para as pessoas, seus potenciais clientes.

Mas, saiba que é essencial produzir conteúdos com determinada frequência.

5 – Não planejar sua campanha de marketing por e-mail

Em qualquer área da sua vida você precisará planejar, principalmente quando se fala de marketing por e-mail e ainda mais quando se fala de envio de e-mail para listas “frias”.

O essencial é começar com um planejamento de 30 dias, depois 90 dias, depois 6 meses e depois 1 ano. Esse planejamento, quando bem elaborado, pode te trazer inúmeros benefícios.

Um meio para sair desse problema é criar um calendário editorial. Desse modo, você vai poder ter a visão de quais são as melhores datas para se comunicar com seu público-alvo e, além disso, quais assuntos você deve tratar de acordo com as datas comemorativas do ano, por exemplo.

Passo 3 – Deixe Sua Lista De E-Mail Quente

Acabo de te mostrar o que você deve evitar ao enviar e-mail marketing para uma lista fria. Agora vou te passar algumas dicas a respeito do que você deve levar em consideração ao enviar e-mails para uma lista fria, a fim de esquentar essa lista.

1 – Lembre-os de quem você é:

Após um longo período de tempo sem se comunicar com a sua lista de e-mail é provável que estas pessoas não se recordem do motivo pelo qual elas se inscreveram na sua lista ou ainda continuam fazendo parte dela.

Assim, é importante que seu nome esteja sempre na lembrança dos membros da lista.

Para realizar isso, sua comunicação deve ser pessoal e informal, buscando lembrá-lo a respeito do motivo que o levou a fazer parte da sua lista. Por exemplo: “Há algum tempo atrás você experimentou nosso produto. Você se sentiu satisfeito com o produto?”.

Isso vai refrescar a memória do destinatário do e-mail, fazendo com que ele não se esqueça de você.

2 – Dê algo de valor:

A palavra “valor” pode ter sentidos diferentes para cada pessoa. Nesse caso, é importante entregar algo que seja útil para quem está acompanhando os conteúdos da sua lista de e-mail.

Assim, você vai enviar conteúdos e e-mails em geral que agreguem algum valor positivo da sua empresa, produto ou serviço para o destinatário do e-mail.

Você pode oferecer: um minicurso a respeito de algum assunto interessante;

Um relatório, demonstrando algum benefício do produto ou serviço, a depender do caso;

E-book fornecendo alguma informação.

É importante que você dê algo de valor, principalmente quando falamos de marketing por e-mail tendo por base uma lista fria de contatos.

3 – E-mail pessoal:

Escrever um e-mail que seja pessoal pode te aproximar do seu público-alvo. Uma ideia seria começar o e-mail com uma saudação amigável, como “Olá [nome do usuário]”.

A ideia aqui é escrever como se você estivesse conversando com seu leitor, como se estivessem conversando pessoalmente. Mesmo que você represente uma empresa ou marca, é importante demonstrar que por trás dessa organização existem pessoas reais.

Não perca tempo e conecte-se com seu público-alvo.

4 – Textos simples:

Textos complexos e repletos de muita informação não é o ideal, na verdade o ideal é que seu texto seja simples, mas, entenda “simples” não quer dizer um texto sem sentido.

“Simples”, aqui, quer dizer que o texto deve ser o mais claro possível, conciso, expressando a ideia principal que você quer transmitir, sem enrolação, mas também sem ser indelicado.

5 – Utilize Call to Action:

Utilizar Call to Action é importante, afinal você quer que o leitor, após entrar em contato com seu e-mail, tome alguma atitude e será você o responsável por indicar qual deve ser por meio de uma chamada para ação (CTA).

Você pode utilizar termos no corpo do e-mail como: “Faça o download”; “Entre em contato”, “Gostou? Compartilhe”; “Aprenda mais”, “Assista ao vídeo”; “Se inscreva para receber mais informações”; “Visite nosso website”, etc.

6 – Não deixe sua lista esfriar:

Após conseguir aquecer sua lista, faça um favor a si mesmo, não permita que ela esfrie novamente. Evite isto. Defina um cronograma, aplique as dicas que te passei, não fique parado.

Conclusão

Espero que após a leitura deste artigo você pense muito bem a respeito de comprar ou não uma lista de e-mails.

Também espero que você tenha compreendido que até mesmo listas que, a princípio, não são consideradas frias, podem se tornar frias caso você não evite algumas práticas.

Além disso, listas que com o passar do tempo se tornaram frias podem novamente esquentar, desde que você coloque em prática as orientações apontadas neste artigo.

Por fim, o marketing por e-mail é um assunto que pode parecer simples, mas não é, principalmente por se encontrar em constante atualização. Portanto, é fundamental que você esteja sempre atento e busque novos conhecimentos, como fez ao ler este artigo.

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu